sábado, fevereiro 27, 2010

Obrigação ou voluntariedade?

Vemos hoje em dia principalmente no meio daqueles que obram na casa do Senhor um sentimento que tem tentado desvirtuar o verdadeiro sentido do cristianismo, a obrigação.

Muito se faz e pouco se entende do que está sendo feito e para quem e o por que está sendo feito. São poucos os que se dedicam a dar o seu melhor, sem ter o sentimento de peso e obrigação. Apesar de saber que a obra de Deus deve ser feita com todo zelo e dedicação, o sentimento mais correto que deveríamos ter é o de voluntariedade.

A voluntariedade requer de nós um esforço espontâneo que não afeta nossa maneira de viver, pelo contrário ela produz em nós uma satisfação honesta fruto de um amor verdadeiro àquele para qual nós fazemos.Quando agimos com voluntariedade entendemos o verdadeiro sentido do que é servir a Deus,não basta apenas fazer, é preciso compreender o que se faz,porque se faz e para quem faz.

Não podemos entender que estamos servindo a uma pessoa que irá nos recompensar pelo trabalho realizado, mas estamos servindo a um Deus que já fez muito por nós e que independente do que eu vá receber ou não Ele sempre será DIGNO de honra,glória e louvor.

O amor a Deus nos faz ter uma visão e compreensão diferenciada daqueles que buscam apenas os seus próprios interesses, quando fazemos por amor não queremos honra,não queremos aplausos,não invejamos o talento do próximo,não buscamos lugar de destaque,e não almejamos ser os melhores,mas fazer o melhor ao único que é digno, Jesus Cristo.

Andando segundo a vontade de Deus

Gostaria de compartilhar com vocês algumas coisas que aprendemos com Deus em nosso ministério,algumas experiências que vivemos e temos vivido hoje, apesar de pouco tempo que o grupo retornou em nossa igreja (apenas 2 anos), já podemos compartilhar de muitas bênçãos realizadas em nossas vidas


Nosso grupo é marcado por meninas comuns que tem um mesmo objetivo: O de viver de acordo com a palavra de Deus, ministrando e expressando através do talento de dançar as verdades bíblicas e o desejo ardente de viver a santa, perfeita e agradável vontade de Deus.


Deus é manifesto em nós pela obediência e integridade que temos com a sua palavra ,isto reflete portanto em nossos dons e talentos. Em nossos ensaios procuramos focar no conhecimento de Deus, principalmente para levarmos uma vida de retidão diante do Senhor o que é o mais importante, para isso compartilhamos da palavra de Deus em nossos ensaios, cada uma tem a oportunidade de testemunhar o que Deus tem feito em suas vidas,compartilhamos e trocamos experiências, também temos um período de oração (no qual na maioria das vezes há uma esplendida manifestação do Espírito Santo), focar em Deus é o resultado do crescimento de nosso ministério,quando temos a oportunidade de conhece-lo melhor tudo muda em nossas vidas


Valorizar a Sua presença em 1° lugar e não os nossos dons, este deve ser o pensamento daqueles que querem agradar a Deus e viver de acordo com a sua santa palavra, o uso dos nossos dons deve ser apenas uma conseqüência do nosso amor a Deus e não a nossa motivação, devemos priorizar a palavra de Deus pois se assim fizermos estaremos seguindo no caminho certo,ela sim nos ensina o que devemos fazer e como agir para agradar o coração do nosso Deus ,não podemos permitir que nada ocupe o 1° lugar em nosso coração a não ser o Deus Todo Poderoso.


Deus deve ser sempre a nossa prioridade e motivação para seguirmos adiante.